orçamento empresarial

Os maiores erros cometidos no Orçamento Empresarial

Qualquer tipo de empresa, independentemente do porte e segmento de atuação, precisa contar com um orçamento empresarial consistente.

Com ele, é possível responder perguntas como:

  • Qual a expectativa de faturamento para o próximo ano?
  • Qual a projeção de custos e despesas operacionais?
  • O lucro dos próximos 3 anos permitirá realizar investimentos substanciais?

Sem o orçamento empresarial, as decisões passam a ser tomadas sem embasamento, ou seja, com base em achismos e suposições. O orçamento empresarial está diretamente ligado com o planejamento estratégico do negócio.

Mas afinal, o que é orçamento empresarial e quais os erros mais comuns que as empresas cometem ao organizá-lo? São essas questões que abordaremos a seguir. Boa leitura!

O que é orçamento empresarial?

É a ação de planejar e estimar despesas, ganhos e investimentos que a organização terá nos próximos anos. A estimativa costuma ser de 1 a 3 anos, mas, dependendo do segmento de atuação, o orçamento empresarial pode chegar a 10 anos – como é o caso de empresas de exploração e concessão.

A importância de adotar essa estratégia é a possibilidade de estabelecer metas e objetivos de forma mais consistente, partindo de uma análise real do cenário.

Consequentemente, permite acompanhar e comparar resultados, promovendo ações e medidas corretivas ou preventivas, conforme forem surgindo as necessidades de ajustar o rumo.

Apesar do conceito de orçamento empresarial não ser novo, ainda há muitas empresas que não o fazem de forma adequada. Dependendo do erro, os resultados da empresa podem ser impactados de forma significativa.

Quais são os maiores erros cometidos no orçamento empresarial? 

1 – Não reconhecer a importância do orçamento empresarial

Esse certamente é um dos erros mais críticos, pois faz com que muitas empresas simplesmente não façam uma organização financeira.

É preciso ter em mente que o orçamento empresarial é um fator-chave para um negócio bem-estruturado. Tomar decisões na base do “eu acho que é bom” ou “pode ser que dê certo” pode causar sérios danos ao negócio.

Logo, essa ação deve ser incorporada à rotina das empresas para ser possível tomar decisões baseado em dados e fatos. 

2 – Não conhecer as despesas

É difícil de acreditar, mas muito gestores não sabem ao certo os gastos fixos e variáveis da empresa. Consequentemente, não conseguem determinar quanto de capital é preciso obter para cobrir as despesas e ainda lucrar.

Uma forma de tornar esse controle mais eficiente é contar com um software de gestão financeira que consiga integrar os dados corporativos. Permitindo, assim, ter acesso a todas essas despesas – por menores que elas sejam.

3 – Focar na forma e não no conteúdo

Outro erro comum na criação do orçamento empresarial é dedicar muito tempo bolando planilhas, relatórios e gráficos coloridos e detalhados. Deixando de lado a função real dessa estratégia, que é o de obter dados precisos e realizar projeções a partir deles.

Lembre-se que, apesar da parte visual também ser importante, a informação é muito mais. Se elas estão incompletas ou erradas, a ferramenta não permitirá o entendimento do cenário financeiro. 

4 – Misturar contas pessoais com as da empresa

Em muitas empresas, ainda é possível ver os proprietários misturando as contas da pessoa física com a jurídica. Isso significa que retiram dinheiro de caixa para quitar despesas pessoais.

Essa ação acaba prejudicando o controle das contas, o fluxo de caixa e a entrada e saída de dinheiro – especialmente quando ela não é contabilizada. 

Consequentemente, fica difícil organizar o orçamento empresarial, tendo em vista que não é possível obter os dados com precisão.

Fique atento aos dados que devem constar no orçamento empresarial

Devido a importância que essa ação possui no planejamento financeiro a curto e longo prazo, é preciso ficar atento a todas as informações que precisam ser adicionadas.

Assim, oriente sua equipe para que organizem melhor os dados empresariais, a fim de evitar erros que podem prejudicar no resultado do negócio.

Esse artigo foi útil para você? Acesse a nossa Central Educativa e confira outros conteúdos para melhorar a contabilidade da sua empresa!

Tags: No tags

Add a Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *